Os especialistas e observadores do mercado não têm mais dúvidas de que a cloud computing está em ascensão. O mercado de serviços em nuvem tem crescido tanto nos últimos anos que agora ele representa uma porcentagem notável dos gastos globais de TI. Segundo uma pesquisa da Gartner, mais de US$ 1 trilhão de gastos com TI será direta ou indiretamente afetado pela mudança das empresas para a nuvem até 2020.

Isto fará com que a computação em nuvem se torne uma das tecnologias que mais impactaram os gastos globais de TI desde os primórdios da era digital. Este processo de mudança, em que as empresas deixam para trás os servidores e as licenças de software e passam a utilizar os serviços dos fornecedores de cloud, é chamada pela equipe da Gartner de ‘Shift Cloud’ (que significa, no português, ‘mudança para a nuvem’).

A seguir, falaremos mais sobre essa pesquisa da Gartner. Acompanhe:

A inevitável transição para a cloud computing

A cada dia que passa, os gestores de TI ficam mais cientes de que a mudança para a nuvem é fundamental para qualquer empresa se manter relevante no mercado da atualidade. Até mesmo os fornecedores de tecnologias estão deixando de oferecer apenas hardwares e softwares e ofertando também serviços de nuvem. Esta é uma transição inevitável, que já está acontecendo há muito tempo e que continuará pelos próximos anos.

Em seu estudo, a Gartner informa que o valor total dessa transição poderá chegar a US$ 111 bilhões em 2016, e a US$ 216 bilhões até 2020. Ela também mostrou as transições por segmento de mercado. Até 2020, a mudança para BPaaS (Business Process as a Service) aumentará 43%. Já as mudanças para SaaS (Software as a Service) e IaaS (Infrastructure as a Service) aumentarão 37% e 17%, respectivamente.

Mas este aumento na transição não é nenhuma surpresa. Ao longo dos últimos anos, os analistas da Gartner vêm publicando uma série de relatórios que mostram o uso cada vez maior dos serviços de cloud por organizações de diversos portes e setores. Para Ed Anderson, vice-presidente de pesquisas da Gartner, “as estratégias de computação em nuvem são a base para uma empresa permanecer relevante em um mundo acelerado”.

Os desafios impostos por essa mudança

A mudança para a nuvem está, inevitavelmente, impondo desafios para todas as empresas. Isso porque essa transição requer uma cultura empresarial totalmente diferente daquela adotada anos ou décadas atrás, quando as organizações lidavam com infraestruturas físicas. Ela também exige novas habilidades e competências dentro do departamento de TI e também abordagens mais atualizadas para a resolução de problemas.

Ou seja, é necessária uma transformação completa da área de TI, para que a mudança da TI tradicional para a cloud computing ocorra adequadamente e a empresa possa tirar o máximo de proveito possível dela. Esta transformação também é fundamental para uma nova ‘filosofia de operação’ ser implementada do departamento e a equipe de TI poder se preparar para as novas oportunidades que surgirem no universo digital.

Ed Anderson também disse que a nuvem está apoiando a criação de uma geração de startups ‘nascidas na nuvem’. Estas empresas não estão sendo tão impactadas pela mudança, já que elas nasceram na nuvem e já têm uma cultura baseada nessa tecnologia. Logo, não precisam reestruturar seus departamentos. Quem precisa fazer isso são as empresas mais antigas, que possuíam (ou possuem) uma infraestrutura TI tradicional.

E sua empresa, que desafios está enfrentando com a migração para a nuvem? Conte para a gente nos comentários ou aproveite para saber como podemos ajudá-lo!

photo credit: Wonderlane Tacoma Glass Museum Cone Zone via photopin (license)

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.