Realizar a migração para a nuvem não é um projeto simples e rápido, apesar de já termos alcançado uma maturidade, que tem reduzido consideravelmente o tempo de execução, essa iniciativa requer um bom planejamento com etapas bem elaboradas. Essa preocupação tem como objetivo reduzir o impacto e os riscos nas operações das empresas.

A computação em nuvem tem criado oportunidades de crescimento e negócios inovadores, por isso a fase de projeto é fundamental, ter uma compreensão profunda do negócio, conhecimento e experiência técnica fazem parte desta importante etapa de elaboração.

A Tecnologia da Informação está atualmente no meio de uma grande mudança

Em termos de tecnologia, saímos de uma era caracterizada como cliente/servidor e migramos para a computação em nuvem, de grande alcance e impossível de evitarmos. Todos os setores da economia podem e devem se beneficiar dessa mudança, isso inclui a integração com novas tecnologias como inteligência artificial, sistemas autônomos, internet de coisas e muito mais.

Os primeiros desafios desta mudança de geração estão ligados a infraestrutura de TI e sistemas legados, eles não foram construídos para dar suporte a novas tecnologias e alavancar negócios. Os centros de dados tradicionais possuem em sua concepção uma limitação  máxima de capacidade e de cargas, não projetados para serem elásticos, integrados ou flexíveis.

Para as empresas participarem desta transformação e fazer parte deste futuro que já bate a porta,  elas devem passar por uma mudança que consiste na migração de seus serviços fundamentais e essenciais para a nuvem.

Caminhos essenciais de um projeto de migração para a nuvem

Para começarmos as nossas dicas em um projeto de migração para a nuvem, o primeiro e importante passo consiste em mudar a maneira de como pensamos em relação ao uso da tecnologia nas empresas. Computação em nuvem consiste em uma mudança de paradigma que precisa ser transferido para o desenho da nova infraestrutura. Novos conceitos e visões passam a fazer parte desta iniciativa.

Dica 1:  Otimize centro de dados existente visando o plano de migração.

Isso significa que com o passar do anos, é comum acumularmos uma estrutura pesada e pouco ágil. Apesar das deficiências e problemas ela atende ao cenário atual, mas nossos objetivos são a migração para a nuvem,  o aperfeiçoamento e o crescimento.

Dica 2: Adote novas soluções para substituir todo o legado

Não faça adaptações para aproveitar o sistema legado. Crie ou adote novas soluções compatíveis com a nuvem. Manter o mesmo sistema através de ajustes é um risco e poderá sair mais caro do que a migração para novos sistemas.

Dica 3: Explore o desenvolvimento do projeto de migração para a nuvem

Planeje, desenhe e teste exaustivamente seu projeto de arquitetura na nuvem. Hoje já existem diversas ferramentas, empresas e profissionais que podem ajudar na migração para a nuvem. Isso minimiza riscos e possibilita projetos com taxas maiores de sucesso.

Essas dicas são só o começo para um projeto bem elaborado de adoção ou migração para a nuvem, se inscreva em nosso blog para sempre receber as novidades e outras dicas valiosas.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.