O potencial que a computação em nuvem se tornou para as empresas vai além de fornecer uma estrutura computacional de ponta e de baixo custo. Cloud computing se tornou ferramenta estratégica para diferente segmentos. E no setor de logística não é diferente, já temos diversos cases de sucesso, entretanto, para alguns empresários, surgem preocupações que precisam ser esclarecidas antes da decisão de migrar para a nuvem.

Segurança da informação e a alta disponibilidade são essenciais ao setor de logística

A computação em nuvem tem evoluído bastante nos últimos anos, novos recursos e muita tecnologia tem sido disponibilizada para atender as necessidades operacionais das empresas.

Com todo esse avanço, vem junto um conjunto de desafios, que são considerados como de grande prioridade. Basicamente temos três perguntas essenciais que empresas de logística fazem sobre a nuvem.

1. Será que eu perco o controle sobre os dados ao adotar a computação em nuvem?

A preocupação sobre o controle das informações da empresa e de seus clientes em um fornecedor de cloud computing é comum em todas as empresas que pensam em adotar a nuvem. É normal achar que o armazenando de dados em um data center próprio garante que existe um controle mais restrito ou um domínio maior sobre as informações ali processadas.

É sempre importante destacar que os serviços fornecidos pela computação em nuvem consiste em oferecer um conjunto de soluções de hardware, software e funcionalidades que garantem a infraestrutura de tecnologia das empresas, o controle e o acesso aos dados, permanecem na responsabilidade das empresas de logísticas ou empresas contratadas para esse fim.

2. As informações da empresa estarão seguras na nuvem?

Segurança da informação durante muito tempo foi um grande desafio ligado a computação em nuvem, não somente na questão de garantir as informações armazenadas na cloud, mas convencer as empresas que realmente existe uma preocupação nesta garantia de segurança.

Para isso, a exemplo da AWS, são fornecidos os principais ativos de rede ligados a segurança da informação e soluções essenciais em segurança, identidade e conformidade. Toda essa estrutura fornecida pela Amazon garante, por exemplo, as principais certificações em segurança e atende a diversos requisitos e legislações exigidas por diferentes países e órgãos reguladores.

Isso significa que as empresas de logística podem ter a segurança necessária, com um custo muito menor que um ambiente local.

3. O que acontece se houver interrupções no serviço?

Hoje em dia a garantia de alta disponibilidade está ligada diretamente ao projeto de arquitetura a ser usada na nuvem. Isso porque serviços como balanceamento de carga, escalabilidade, backup e recuperação e links de comunicação são recursos disponíveis para todas as empresa que pretendem adotar a computação em nuvem.

Para isso, é importante que as empresas de logística façam um estudo detalhado da estrutura atual com todas as necessidades e prioridades, de forma  a se transformar em uma eficiente projeto de migração para a nuvem. Será possível utilizar de forma eficiente todos os recursos oferecidos e ter todas as garantias necessárias para uma operação segura das empresas.

Saiba mais sobre a computação em nuvem aplicada à logística aqui em nosso blog ou entre em contato com os nossos especialistas.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.