O potencial fornecido pela tecnologia de cloud computing tem se expandido de forma surpreendente a cada ano; além de novos recursos, temos cada vez mais setores da economia sendo atendidos, novas soluções criadas para suprir a crescente demanda dos clientes.

Temos exemplos de tecnologias cobertas pela computação em nuvem que vão desde o big data, serviços financeiros, Internet das Coisas e diferentes mercados, como governos, educação e ONGs, que demonstram a preocupação dos provedores de serviço na nuvem, como a Amazon Web Services (AWS), em atender diversos tipos de clientes e avanços tecnológicos.

Entretanto, toda essa expansão da nuvem também tem afetado negativamente algumas empresas, ao aumentar os custos de TI e reduzir sua eficiência operacional, sem que haja aproveitamento pleno de toda a performance que a nuvem é capaz de oferecer. Isso devido a uma falta de gerenciamento e carência de uma visão estratégica mais clara para o uso dos recursos e da qualidade dos serviços.

Oportunidades de novos negócios surgem, mas é preciso saber o que se está fazendo

Para ajudar a conciliar tecnologia de ponta e bons negócios, vamos listar 5 características para se fazer o bom uso da nuvem:

1. Considere as características de sua solução antes de realizar a migração

Ao realizar o levantamento da arquitetura da solução, deve-se ter em mente que o custo de sua migração será pelo uso dos recursos utilizados e pela massa de dados trafegado. Então é muito importante saber quais os produtos serão utilizados e de que forma será cobrado pela utilização destes recursos.

Outro ponto importante é verificar as prioridades a serem implementadas na sua migração. Faça um estudo, separe em etapas o seu projeto e verifique quais são as prioridades.

Uma dica fundamental é verificar se existe viabilidade financeira para implementar os recursos no projeto. Isso agrega valor ao produto e é sustentável financeiramente? Então pode ser adicionado à solução.

2. Não migre para a nuvem sem considerar os custos

Sim, ainda estamos falando sobre características relacionadas ao planejamento, porém esse é o primeiro passo para o melhor uso dos recursos da computação em nuvem. Associe o levantamento da arquitetura da solução indicado no passo anterior e analise os gastos da operação. O planejamento é peça fundamental para o projeto dar certo.

3. Projete e desenvolva aplicativos adequados à arquitetura de nuvem

Aplicativos mal construídos e mal projetados consomem mais recursos e geram custos elevados. Lembre-se o princípio básico de qualquer software: são entradas e saídas de dados e que resultam em armazenamento de informações, por isso a importância de utilizar uma solução adequada para ser executada em nuvem.

Softwares mal projetados podem gerar uma excessiva massa de dados, gerar um estresse em relação ao uso da rede e sistemas de armazenamento. Vale lembrar que a ineficiência da solução irá gerar um gasto desnecessário. A principal solução para esse cenário é uma revisão de código e funcionalidades do sistema.

4. Saiba otimizar a eficácia operacional da sua nuvem

Dimensionamento automático, balanceamento de carga e gestão de backup são alguns dos recursos oferecidos pela AWS, mas seu uso deve ser feito de forma otimizada, evitando cargas de trabalho e uso desnecessário.

Vale destacar o conhecimento e as melhores práticas a serem aplicadas em cada recurso. Realizar, por exemplo, o redimensionamento automático de instâncias implica ampliar e reduzir recursos nos momentos de pico e de baixa demanda. Portanto, prever esse tipo de cenário e aplicar as melhores configurações são práticas recomendadas a todos os recursos da arquitetura.

5. Gerencie e monitore o uso dos recursos que fazem parte da solução

A última dica está relacionada ao monitoramento dos recursos. Sempre avalie o que está sendo utilizado, os benefícios gerados e o que está sendo desnecessário ou esquecido. Uma dica importante é revisar os ciclos de faturamento e verificar o que pode ser otimizado, reduzido ou ampliado.

Toda essa revisão deve ser feita avaliando riscos e com base no planejamento futuro. A intenção não é comprometer a operação e sim otimizar da melhor forma possível. Não é um trabalho trivial a ser feito e por isso a necessidade de utilizar as ferramentas adequadas e pessoal capacitado e com experiência.

A Sky.One é parceira estratégica da AWS e pode ajudar a sua empresa na migração, otimização e configuração da sua nuvem. Entre em contato com nossos consultores.[:]