A perda de dados considerados simples, a exemplo de, endereços ou números de telefone podem causar às empresas alguns inconvenientes ou até mesmo, em alguns casos pequenos prejuízos. Imagine em pleno século 21, onde os negócios são gerados através do uso de grandes massas de dados.

E isso torna a recuperação de desastres parte essencial em um plano estratégico de qualquer empresa, de diferente tamanho ou setor. Em plena expansão da era digital, não há espaço para as organizações permitirem que a perda de dados, ataques virtuais e outros tipos de acidentes coloquem em risco as operações e a sobrevivência da empresa.

Ter a consciência sobre a importância do plano de recuperação de desastres não lhe dá a segurança necessária, para garantir a alta disponibilidade do negócio é preciso estar preparado e assegurar que sua estratégia será bem sucedida.

Vamos dar uma olhada em algumas boas práticas.

Ao pensar em recuperação de desastre, espere o inesperado

É comum associarmos os motivos que causam a indisponibilidade do negócio à problemas ligados a tecnologia, são ataques de vírus, hacker, falhas técnicas, mas às vezes o causador pode ser a mãe natureza.

É essencial pensarmos que tempestades, furacões ou enchentes podem colocar em risco além da infraestrutura base de TI, mas também os backups físicos, a redundância de equipamentos, links de Internet e energia, etc.

Existem diferentes soluções para cenários específicos, a recuperação de desastres através de uma estrutura de nuvem é um exemplo. O importante é que a razão pela qual muitos planos de recuperação de desastre falham é que eles não cobrem todas as eventualidades.

>> Saiba mais: Você sabe o que é backup na nuvem? Reforce a estratégia de proteção de dados de sua empresa

Aproveite a tecnologia da computação em nuvem

O avanço tecnológico tem sido responsável pela evolução das empresas e negócios nos últimos anos, a exemplo da computação em nuvem, as organizações passam a ter acesso a tecnologia de ponta a ser usado em sua infraestrutura nas operações e também na proteção e recuperação de dados.

Outra grande vantagem em adotar a computação em nuvem está ligada diretamente aos constantes investimentos no aperfeiçoamento da estrutura de TI, a Amazon por exemplo, utiliza tecnologia, processos, certificações e compliance de última geração, tanto em sua estrutura interna quanto na sua oferta de serviços aos clientes.

>> Saiba mais: Computação em nuvem: alta tecnologia para o varejo

Garanta sua estratégia de recuperação de desastres através dos testes

Teste tudo! Essa é a palavra de ordem. Uma das maneiras mais assertivas de garantir que sua empresa está pronta para as adversidades será através dos testes. Inclua a estratégia de certificação em seu planejamento estratégico a ser executado todo ano.

Embora seja impossível estar pronto para todos os resultados possíveis, colocar seu sistema de recuperação de desastres em constante validação irá mostrar as vulnerabilidades existentes na sua configuração atual e permitir o aperfeiçoamento.

Saiba mais: A importância de realizar testes baseados na nuvem

Invista em capital humano

Por fim, certifique-se de que sua equipe esteja bem treinada e consciente. O elemento humano pode ser um componente de risco para as operações. São medidas de segurança adequadas que podem proteger a integridade de sua empresa e de seus colaboradores.

Esse cuidado ocorre em ambos os sentidos, um desastre pode ser originado por uma ataque hacker e por outro lado, as empresas precisam da participação dos seus times para as ações de prevenção e recuperação de desastres.

>> Saiba mais:  Ransomware, precisamos falar sobre backup e recuperação de desastres

Não há como garantir um sistema esteja pronto para tudo, mas pelo menos com uma série rigorosa de ações de prevenção e testes, você pode ficar seguro sabendo como seu sistema de recuperação de desastres será executado em qualquer circunstância.

Confira a presença da Sky.One nas principais redes sociais e assine nosso blog para ficar sempre atualizado.