Se você procurar o termo “escalabilidade” no dicionário, provavelmente não o encontrará. Essa palavra é uma adaptação da língua inglesa, que designa a capacidade de expansão de um sistema sem perda do seu desempenho. E por ser bastante utilizada em áreas técnicas do setor da informática, ela tornou-se um neologismo no português. Nos últimos anos, certamente esse termo esteve presente nos seus resultados de busca, estando diretamente relacionado aos benefícios da nuvem.

Graças à escalabilidade, o usuário só paga por aquilo que consome – o tradicional modelo pay-per-use. Com isso, não há gastos excessivos e consumos desnecessário de recursos, além dos riscos de infraestrutura serem reduzidos. Para startups, essa flexibilidade é ainda mais notória, pois otimiza recursos e auxilia na minimização de custos. Mas dependendo das necessidades de implementação da sua empresa, a aplicação do novo ambiente elástico virtual exige competências específicas. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa estrutura escalável?

Escalabilidade na teoria

Teoricamente, podemos definir escalabilidade como a característica de um sistema que indica sua habilidade de manipular uma porção crescente de trabalho de forma uniforme, ou seja, a capacidade da infraestrutura de atender a uma demanda crescente de uso. Mas como supri-la? Simplesmente otimizando recursos de infraestrutura, visando obter o máximo de desempenho das máquinas. Qualquer empresa, independentemente de seu porte, deve se preocupar com essa questão.

Já pensou na possibilidade de sua empresa não ter eficácia e rapidez para lidar com o crescimento? Isso resulta na perca de grandes oportunidades de negócios devido às condições alteradas. Por isso, na hora de construir sua infraestrutura de TI, pense na escalabilidade não como um recurso adicional, mas como uma necessidade. Ter sistemas virtualizados e trabalhar com modelos de nuvem certamente atenderão a crescente necessidade de armazenamento de sua empresa, fazendo com que sua empresa ganhe vantagens competitivas.

Quanto maior a expansão, menores os recursos

Com as mudanças climáticas ocorrendo no planeta, ambientalistas falam bastante em consumo consciente de recursos naturais. Já no campo da tecnologia, o uso inteligente da estrutura de TI é um dos principais focos. Hoje, a escalabilidade proporciona o conceito de crescimento elástico virtual, e não físico do Data Center. Com isso, a empresa pode aumentar a sua capacidade e desempenho sem sofrer com inatividades ou fazer atualizações caras, além de usufruir da economia de espaço, consolidação de equipamentos e redução do consumo de recursos energéticos.

Mas por que o principal benefício da nuvem?

Para Mike Small, membro da Associação de Controle e Auditoria de Sistemas da Informação (ISACA), a escalabilidade é o maior benefício da computação em nuvem. Segundo ele, as empresas conseguem reduzir custos, além de terem acesso às mais recentes tecnologias. Mas para que seus dados sejam migrados com sucesso para a nuvem, é necessário estabelecer um bom nível de governança, principalmente para prevenir brechas na segurança e gerenciar identidades e acessos.

Os principais fatores de preocupação, e que geralmente conduzem as organizações de TI a adotarem as iniciativas de monitoramento, são as exigências legais ou contratuais severas relacionadas ao armazenamento e segurança de dados. E acompanhado ao modelo virtualizado, sempre deve vir a segurança para garantir a segurança de informações importantes.

Um novo modo de gerenciar TI

Antes, o gerenciamento da infraestrutura de TI apresentava um controle centralizado e físico das instalações computacionais. Mas com o surgimento da nuvem, a TI passa a sofrer modificações para poder atender à crescente demanda do mercado corporativo. A gerência dessa estrutura escalável também enfrenta desafios para redefinir um modelo para sua monitoração em ambiente híbrido, tanto na parte de TI tradicional como na parte virtualizada e em nuvem.

Sua empresa já possui uma estrutura de TI escalável? Conheça a Sky.One, uma empresa que oferece soluções de nuvem que acompanham o crescimento do seu negócio!

 

Artigos Relacionados:
Você sabe por que a computação em nuvem está se consolidando?

Escalabilidade: saiba o que é e por que importa

 

 

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.