A computação em nuvem continua a ganhar impulso e os administradores de TI estão constantemente procurando novas maneiras de integrar o sistema de uma empresa ao modelo de nuvem escolhido por ela. O uso constante da cloud computing, requer maiores níveis de personalização pela empresa. A capacidade de melhorar a experiência em nuvem ajudou a formar o ambiente Cloud APIs (Application Programming Interface). Agora, os administradores podem integrar aplicativos e outras cargas de trabalho na nuvem usando esses APIs.

Como incorporar um API na nuvem?

Entender o modelo de Cloud API nem sempre é fácil. Há muitas maneiras de integrá-lo numa infraestrutura, e cada metodologia tem seus próprios componentes subjacentes. Para obter uma melhor compreensão da computação em nuvem e como APIs se encaixam no processo, é importante observar as diferenças entre os APIs que podem ser usados por uma empresa. Há quatro modelos principais de integrá-la com outra plataforma (ou com um outro provedor de nuvem):

APIs de PaaS

Também conhecido como Platform-as-a-Service, esses APIs de serviços são projetados para fornecer acesso e funcionalidade para um ambiente de nuvem. Isto significa a integração com bancos de dados, sistemas de mensagens, portais, e componentes de armazenamento.

APIs de SaaS

APIs de Software-as-a-Service, tem como objetivo conectar um aplicativo em nuvem com a infraestrutura de TI subjacente. Assim, aplicações de CRM e ERP são exemplos onde esses APIs podem ser usados para criar uma extensão de aplicativo em nuvem para um ambiente de TI.

APIs de IaaS

APIs de Infrastructure-as-a-Service ajudam a controlar recursos específicos da nuvem e a sua distribuição. Por exemplo, o provisionamento rápido de recursos na nuvem é algo que pode ser melhorado com um API de infraestrutura. Além disso, as configurações de rede e a carga de trabalho de gestão também podemutilizar esse API.

APIs multiplataforma

Muitos ambientes não usam apenas um provedor de nuvem ou mesmo apenas uma plataforma. Existe uma grande necessidade de compatibilidade entre plataformas diferentes. Vários fornecedores oferecem um HTTP genérico e integração API HTTPS para permitir aos seus clientes uma maior versatilidade em nuvem. Além disso, APIs de plataforma cruzada permitem acessar recursos não apenas do seu provedor de nuvem principal, mas também de outros provedores. Essa solução permite economizar muito tempo e energia no desenvolvimento de sistemas, uma vez que as organizações podem acessar recursos e cargas de trabalho de diferentes provedores e plataformas.

Quem está na corrida de Cloud APIs?

A Amazon Web Service (AWS) se destaca como líder em inovação tecnológica para atender a essa demanda do mercado. A capacidade de integrar plataformas e aplicativos usando APIs é uma demanda crescente à medida que mais dados e ambientes de TI são distribuídos pela nuvem.

Outras soluções em Cloud API, são desenvolvidas e financiadas por uma série de organizações para criar um verdadeiro ambiente multiplataforma em nuvem. Cloud APIs são capazes de se integrar serviços da Amazon, por exemplo. A solução que a sua empresa escolher trabalhar dependerá da infraestrutura que de que necessita. Se a conectividade de armazenamento é uma preocupação, a empresa procurar uma plataforma que se integra facilmente com vários modelos de armazenamento através de uma WAN.

Gostou do post? Confira mais artigos em nosso blog e saiba mais sobre a computação em nuvem!