No varejo online, quanto melhor for a experiência dos compradores em um e-commerce, maiores são as chances deles comprarem, não é verdade? Pois foi pensando neste fator que a AWS (Amazon Web Services) criou uma infraestrutura hospedada na nuvem bastante flexível, segura e totalmente escalonável, que dá aos lojistas a oportunidade de oferecerem a experiência que eles quiserem aos seus compradores.

Há algum tempo atrás, essa incrível estrutura chamou muito a atenção de plataformas de loja virtual. Hoje, toda a operação dessa empresa está na AWS, cuja nuvem hospeda os e-commerces de todos os seus clientes. Neste post, tomaremos como base o case da empresa, para lhe mostrar de que maneiras a AWS beneficia as plataformas de comércio virtual e as próprias lojas virtuais. Confira:

1. Oferecendo uma estrutura escalável

Com cada vez mais clientes aderindo à sua plataforma, a empresa começou a precisar de uma estrutura escalável, que acompanhasse as demandas que surgissem e o crescimento dos negócios. Com a estrutura da AWS, a companhia conseguiu ‘crescer e encolher’ de acordo as suas necessidades, para que os sites de seus clientes pudessem estar disponíveis tanto nos momentos mais tranquilos do dia como nos picos de tráfego inesperados.

2. Reduzindo custos e aumentando o tempo de disponibilidade

Além de reduzir os custos com infraestrutura em 15%, a estrutura da AWS também aumentou em 30% o tempo de disponibilidade da plataforma. Para metrificarem esse tempo, os gestores da plataforma analisaram a quantidade de acessos simultâneos suportados pelos e-commerces e o tempo de disponibilidade deles. Esse resultado foi atingido graças aos serviços da AWS, como o EC2, EBS, ELB, que balancearam a carga do tráfego dos sites.

3. Ofertando o modelo “pay-per-use”

Uma das principais prioridades dos gestores era encontrar uma estrutura capaz de suprir todas as necessidades do negócio, mas que permitisse que eles pagassem apenas pelos que usassem. A AWS disponibiliza esse modelo de pagamento, mais conhecido como pay-per-use (no português, ‘pague pelo que usar). Ela cobra apenas pelos recursos utilizados, sem obrigar os seus clientes a pagarem custos iniciais ou firmarem contratos de longo prazo.

4. Aumentando a segurança dos sistemas

Quando um empreendedor decide criar uma loja virtual, a principal prioridade dele deve ser com a segurança dos dados de seus clientes. Se eles forem roubados por cibercriminosos, então o e-commerce terá sua reputação ‘manchada’ no mercado. A nuvem da AWS possui várias certificações, como ISSO 27001, SOC 1, 2 e 3, FIPS 140-2, entre muitas outras. Elas garantem que a estrutura protege tanto os e-commerces quanto as plataformas.

5. Disponibilizando suporte básico gratuito

Um bom suporte do fornecedor é fundamental para os gestores sanarem suas dúvidas rapidamente acerca da estrutura e darem continuidade às operações de seus negócios. Ao contar com a estrutura da AWS, a loja virtual passa a contar com suporte 24x7x365, com resposta de até 15 minutos. Os e-commerces hospedados na nuvem da AWS que não usam plataformas também podem ter o suporte básico gratuito oferecido pela companhia.

Viu só quantos benefícios a AWS oferece para e-commerce? Se você tem uma loja virtual hospedada fora de uma plataforma e deseja desfrutar desses mesmos benefícios, aproveite para conhecer as soluções da AWS ou entrar em contato conosco!

photo credit: Online shopping via photopin (license)