Certamente você já deve ter visto aqui em nosso blog a importância em migrar seus produtos e serviços para a nuvem e o quanto isso representa para a redução de custos e para a inovação que será proporcionada tanto para as organizações quanto para seus clientes.

Desta vez, além de listar benefícios, queremos mostrar o retorno financeiro que é proporcionado pela migração para a cloud computing, e a melhor forma de fazer isso é mostrar como calcular o ROI – Retorno sobre o Investimento (Return on Investiment em inglês). O ROI é importante porque não auxilia somente na viabilidade do negócio, mas mostra que seus esforços estão sendo significativos na perspectiva da eficiência e gestão do projeto, por isso a necessidade de medir e monitorá-lo.

Alguns conceitos importantes

Para realizar um cálculo de ROI serão necessários alguns valores de referência. Eles servem para fazer um levantamento dos custos, que servirão de base em nossa análise. Para deixar mais claro, vamos mostrar alguns dados que você precisa ter em mãos depois de ter realizado a transferência da sua solução para uma plataforma de Cloud Computing.

Faça o levantamento dos custos e ganhos referente ao uso da nuvem

Realizada a migração, a empresa passa a utilizar unidades de armazenamento, processadores, link de Internet, memória, licenciamento de softwares, etc. Tudo isso depende do tipo de serviço que foi contratado (SaaS, IaaS e PaaS), ou seja, todos os ativos que são utilizados durante a operação de sua empresa.

Você deve saber o custo de cada um, pois isso serve até mesmo para comparar com outros players do mercado em futuras análises. Pode chamar esse indicador de “custo solução”.

Outro dado importante que entra para o cálculo de custos é o tempo de utilização e o volume de tráfego, são medidas e valores que são cobrados enquanto sua solução estiver no ar. Pode chamar de “custo utilização”.

Haverá outros gastos ligados à operação, entretanto, antes de chegar a esses valores, vale a pena saber o que realmente está sendo gasto por sua empresa com o uso da nuvem. Estes valores entrarão no cálculo do ROI, como sugestão pode-se chamar de “Custo operação”.

O ideal é que esse levantamento de gastos seja realizado ainda na fase de planejamento, pois ele ajuda a verificar se o que foi estimado ficou semelhante ao custo do investimento após o uso efetivo das soluções de cloud computing.

Então, caso ainda não tenha realizado, faça-o ou revise junto à equipe de TI e negócios. Ao final você terá o custo total do investimento, que será fundamental para o nosso cálculo.

Por final, é hora de sabermos o que foi ganho efetivamente após ter realizado a migração para a nuvem. Junte as equipes de vendas, marketing, financeiro, TI, entre outras áreas relacionadas. Defina de quanto foi o ganho do investimento com o uso das soluções de cloud computing no período, verifique em quais áreas houve redução de gastos em função da migração, etc.

Hora de colocar tudo na ponta do lápis

Realizados todos os levantamentos e obtidos os custos e ganhos referentes à migração, é o momento de calcular o retorno sobre o investimento. O ROI nos fornece uma estimativa para sabermos se realmente valeu a pena todo investimento de tempo e financeiro.

Para realizar o cálculo do ROI deve-se subtrair o investimento inicial do ganho obtido com o investimento. Esse resultado deve ser dividido pelo custo do investimento. Veja na fórmula:

ROI = (Ganho obtido – investimento inicial) / investimento inicial

Em um exemplo, a migração de uma solução para uso da infraestrutura em nuvem (IaaS) tem o custo de US$ 200.000 em três anos e ganhos de US$ 900.000 pelo mesmo período. Neste caso, o resultado o ROI é 3,5. Ou seja, o retorno foi de 3,5 vezes o investimento inicial.

ROI = (US$ 900.000 – US$ 200.000) / US$ 200.000 = 3,5

E por final coloque tudo na balança

Importante destacar que esse cálculo foi o chamado ROI simples, onde apenas investimentos e ganhos são utilizados. Existem projetos que são mais complexos e envolvem riscos associados e benefícios subjetivos, e por isso podem necessitar de um cálculo de ROI mais complexo.

De uma maneira geral, ao final do cálculo do ROI, se os indicadores apresentarem uma taxa maior que 0 já é um indicativo de que o retorno é maior que o custo e pode-se considerar que o projeto de migração para a nuvem valeu a pena.

Se ainda ficou em dúvida, aproveite os comentários e envie sua pergunta. A Sky.One pode te ajudar tanto no cálculo quanto na migração para a nuvem das soluções de sua empresa. Entre em contato conosco estaremos prontos para colaborar.[:]

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.