Cloud Computing ou simplesmente computação em nuvem é um tipo de tecnologia que permite ao usuário acesso remoto a programas, softwares e documentos como músicas, jogos, fotos e vídeos por meio da internet. Para ser mais claro, a computação em nuvem possibilita o acesso a arquivos além de executar diferentes tarefas pela internet, ou seja, não irá mais precisar instalar aplicativos no seu computador, para isso irá acessar serviços online para fazer o que precisa, já que os dados se encontram em uma rede.

É bem provável que em algum momento já tenha utilizado serviços de computação na nuvem, por exemplo, Google Drive, Dropbox ou mesmo o iCloud na sua empresa. Todos esses e outros serviços são disponibilizados por servidores compartilhados, que oferecem a possibilidade de acesso a qualquer usuário conectado à internet.

Essa realidade da computação em nuvem faz com que os trabalhos sejam aprimorados, feitos com muito mais agilidade e, é claro, segurança. Devido a esses e muitos outros benefícios, é fácil perceber que esse é um dos principais pilares do futuro da TI. Saiba como e quais as vantagens de migrar o ambiente de TI para a nuvem.

Dicas para migrar o ambiente de TI para a nuvem

É fato que a decisão de migrar o modelo tradicional de infraestrutura de TI para a nuvem gera uma série de dúvidas e, é claro, de muito trabalho. Fazer a migração total requer muito planejamento e estratégia, por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar quem está pensando em aderir a computação em nuvem.

Fazer um diagnóstico técnico da estrutura de TI

Para o início de um trabalho novo, é necessário saber como anda a estrutura atual. Caso sua empresa conte com um departamento de TI, são os mesmos que irão ajudar neste trabalho, caso contrário, o mais indicado é sempre procurar por uma consultoria especializada.

Enumerar as prioridades

Com as informações em mãos sobre a estrutura atual de TI da empresa, agora chegou a hora de listar o que será alterado primeiro, já que nem todos os softwares precisam ser migrados para a nuvem ao mesmo tempo. A dica é sempre priorizar os sistemas mais complexos, ou seja, os que exigem mais manutenção ou são sensíveis e precisam de mais segurança.

Estratégia de redundância

Uma dica muito importante antes de migrar o TI para a nuvem é listar todas as operações da empresa que necessitam de backups e redundância constantes, ou seja, as aplicações que precisam de cópias periódicas para que possam manter determinados dados seguros. A computação em nuvem é a mais indicada nesses casos, já que não existe preocupação com espaço para o armazenamento.

Escolher a nuvem mais adequada

Também é importante escolher o melhor provedor de serviços na nuvem para a sua empresa. A dica é pesquisar, buscar referências com outros empreendedores que já estão na nuvem.

Benefícios da migração do TI para a nuvem

Dentre as vantagens de migrar o TI para a nuvem podemos destacar:

  • Maior segurança no ambiente de data center;
  • Facilidade no acesso;
  • Redução dos custos com infraestrutura própria;
  • Flexibilidade na contratação de recursos;
  • Restauração e Backup facilitados;
  • Mais flexibilidade;
  • Mais agilidade;
  • Proteção de dados;
  • Facilidade no compartilhamento das informações.

Buscando soluções em nuvem? Então acesse agora a Sky.One e conheça nossos produtos.[:]

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.