Tecnologia de ponta com baixo custo: essa é a principal característica apresentada pela tecnologia de cloud computing, e que tem levado diversas empresas a migraram suas operações para a nuvem, e também tem proporcionado o surgimento de grandes iniciativas empreendedoras que já incluíram o uso da computação em nuvem como estratégia operacional, possibilitando o sucesso em pouco tempo.

A quantidade de recursos e ferramentas oferecidas pelas empresas que fornecem esse tipo de serviço, como a AWS, pioneira no uso da tecnologia em nuvem, tem permitido um grande impulso a diversas empresas em diferentes setores do mercado. Mas vale destacar que é preciso ficar atento quanto ao planejamento e o uso de tantos recursos. Para garantir que a migração para a nuvem seja um investimento que vale a pena é necessário elaborar um bom plano de negócios que contemple as reais necessidades da empresa quanto ao uso da tecnologia.

Mas antes de você começar a ficar preocupado com os custos do investimento, vamos revisar alguns conceitos em relação ao serviço da computação em nuvem que vão servir de base para este artigo.

Alguns conceitos para refrescar a memória

Conceitualmente, a cloud computing permite que as empresas façam uso de recursos de tecnologia como servidores, estrutura de armazenamento de dados, utilização de softwares e diversos outros recursos sem que seja necessário realizar aquisições.

E dentro das características da computação em nuvem temos 3 aspectos principais:

  1. A gestão dos recursos de tecnologia feita pelos próprios clientes, ou seja, os usuários do serviço têm a capacidade de controlar os produtos de acordo com a necessidade.
  2. As empresas podem escalar os recursos de acordo com a demanda, em outras palavras, é possível aumentar ou diminuir o uso da infraestrutura de acordo com a demanda.
  3. O pagamento do serviço será de acordo com o uso, considerando os recursos utilizados e carga de trabalho aplicada.

Em resumo, o gerenciamento dos recursos utilizados na nuvem é realizado pelos próprios clientes, que têm autonomia para alocar ou retirar equipamentos e serviços, bem como administrar suas características, ampliando atributos como memória, processamento, espaço em disco, etc. Ao final, o cliente paga pelo uso e consumo destes recursos.

Isso quer dizer que, sim, dependendo da solução, seu investimento pode ser baixo, mas por outro lado, também pode ser alto. Então, como utilizar todo o potencial oferecido pela cloud computing sem comprometer os investimentos?

A resposta é otimização, vejamos pontos importantes para ter sucesso na adoção da nuvem em seu negócio. Essa otimização pode ser aplicada antes ou depois da migração/adoção.

Revise a arquitetura de sua solução

Independentemente de você estar na construção de seu negócio ou na migração, você deve revisar toda a arquitetura a ser utilizada pela sua solução, considerando aspectos como:

  • Os tipos de servidores que serão utilizados, tanto em momentos de pico (com um grande número de transações), quanto nos períodos de baixo consumo. Isso porque a alocação de recursos é de sua responsabilidade. É possível definir o uso de servidores de altos recursos de processamento e memória que serão utilizados nos momentos críticos e voltar para as configurações mínimas em baixa demanda.
  • Revise a escalabilidade prevista para a solução, de forma semelhante ao tipo de servidores. Verifique que tipo de melhorias devem ser realizadas em sua estrutura.
  • Avalie, por exemplo, se vale mais a pena incluir um novo servidor com as mesmas características do atual do que ampliar o poder de processamento e memória através de outro servidor.
  • Identifique que tipo de segurança e alta disponibilidade serão necessárias para garantir sua solução. Todos que adotam a nuvem têm à disposição recursos incríveis que garantem a alta disponibilidade e segurança, mas será que você precisa de tudo isso? Esses itens nunca são demais, principalmente com a alta conectividade dos nossos clientes, mas avalie a real necessidade de tanto recurso.
  • Avalie a quantidade de dados a ser trafegada através de sua estrutura. Dependendo do tipo de solução, o volume de informações pode inviabilizar o uso de uma solução de cloud computing, a exemplo de streaming de vídeo. Uma grande quantidade de dados percorre a rede do provedor e ainda será necessária uma grande estrutura de armazenamento. Para solucionar o problema, você pode limitar o tamanho dos arquivos ou utilizar uma estrutura híbrida, em que parte da aplicação fica em uma nuvem pública e a outra parte é utilizada em nuvem privada.

Estes foram alguns exemplos do que pode ser feito para otimizar os investimentos em cloud computing. É preciso um trabalho detalhado para avaliar as necessidades e objetivos a serem alcançados. De qualquer maneira, vale destacar que a adoção da computação em nuvem tem se provado uma excelente opção para as empresas na redução de custos e uso de alta tecnologia.

Caso precise de ajuda os profissionais da Sky.One estão à disposição para oferecer a melhor orientação na otimização de seus investimentos. Entre em contato conosco.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.