Atualmente, podemos acessar a internet de qualquer lugar do mundo com segurança e velocidade. A tecnologia evolui de forma acelerada, aperfeiçoando nossas comunicações. Uma dessas tecnologias é a Cloud Computing ou computação em nuvem, que permite armazenar, compartilhar e disponibilizar dados, aplicações, serviços e softwares por meio da internet. Mas você sabe quem inventou a computação em nuvem?

Ao utilizar soluções que fornecem serviços cloud, podemos compartilhar um documento na nuvem, responder um e-mail sem usar um sistema instalado nos nossos dispositivos, ouvir músicas sem a necessidade de baixar os arquivos e visualizar documentos que podem ser editados por várias pessoas ao mesmo tempo num ambiente colaborativo e conectado.

Hoje, é difícil encontrar empresas que não aderiram à tecnologia, pois já faz parte do nosso dia a dia. Mas como surgiu esse termo? Quem inventou essa tecnologia? É o que contaremos a seguir.

Quando surgiu e quem inventou a tecnologia da computação em nuvem?

Quem_inventou_a_computação_em_nuvem-1

O termo Cloud Computing surgiu em 1997, em uma palestra de nível acadêmico ministrada pelo professor de sistemas de informação Ramnath Chellappa. Porém, alguns meses antes, em 1996, um plano de negócios (disponível em PDF) elaborado por um grupo de tecnólogos da empresa Compaq também utilizou o termo ao discutir a evolução da computação.

Já o conceito da tecnologia é associado a John Mccarthy, criador da programação LISP e pioneiro na tecnologia de Inteligência Artificial. Nos anos 60, ele discutiu a computação por tempo compartilhado, na qual o computador podia ser utilizado simultaneamente por dois ou mais usuários para realizar tarefas. O conceito foi chamado por ele de “Utility Computing”.

Foi constatado nos estudos que essa mudança resultou em gastos menores, em que o usuário paga somente pela utilização da tecnologia. Nessa época, o conceito de Computação em Nuvem começou a ganhar forma até o avanço com outro cientista que estava criando um conceito que revolucionaria o mundo: era o físico Joseph Carl, pioneiro na criação da internet.

Ao buscar outras utilidades para o computador, Joseph descobriu uma forma de conectar pessoas, permitindo o compartilhamento de dados e a comunicação em escala global. Depois disso, a ARPANET, rede global de compartilhamento de comunicação, foi criada e permitiu que a Computação em Nuvem ganhasse forma.

Fora do campo de estudo, quem aplicou a computação em nuvem pela 1ª vez?

Há diversos rumores sobre esse assunto. Muitos dizem que a criadora foi a Amazon, enquanto outros afirmam que foi o Google. Recentemente, a Revista Fio postou um vídeo que mostra que a AT & T inventou a nuvem, mostrando a história de Andy Hertzfeld e Bill Atkinson, dois dos engenheiros da Apple Macintosh.

Em 1990, fundaram a empresa General Magic e construíram uma plataforma de software denominado Telescript, sendo licenciada em 1994. Na época, o CEO da General Magic disse que a nova tecnologia artificial permitiria enviar e-mails, fazer compras e manter o controle de estoques, entre muitas outras funcionalidades.

Mas o fato é que entre 2006 a 2008, ela começou a ser oferecida comercialmente, quando empresas pequenas, médias e grandes a adotaram como parte do universo corporativo. Podemos dizer que a computação em nuvem se popularizou mesmo no mercado corporativo com a Amazon, quando lançou seu produto Amazon Web Services (AWS) em 2006.

Quando iniciou, o conceito da AWS era simples: cada empresa podia “alugar” espaço e poder computacional, pagando pelo seu armazenamento na Amazon. Já atualmente, cada empresa pode utilizar mais de 70 serviços diferentes, incluindo análises e softwares.

O serviço de armazenamento S3 contém uma imensa base de dados e milhões de solicitações de serviços a cada segundo. O Amazon Web Services também é usado por mais de um milhão de clientes em 190 países.

Uso da computação em nuvem no nosso dia a dia

Embora a AWS domine o espaço da computação em nuvem quando falamos do ambiente de uma empresa, quando se trata de nós consumidores, provavelmente estamos mais familiarizados com serviços como Dropbox, iCloud e Google Drive, que usamos para armazenar backups de fotos, documentos e muito mais.

O aumento do uso de dispositivos móveis, com capacidades de armazenamento menores por pessoas, aumentou a necessidade de utilizar o armazenamento baseado em nuvem entre os consumidores. Embora algumas pessoas possam não entender o que exatamente é a nuvem, é provável que a maioria esteja usando pelo menos um serviço baseado em nuvem todos os dias.

A nuvem tem permitido o crescimento da economia móvel de várias maneiras, possibilitando o desenvolvimento de aplicativos que poderiam não ter sido possíveis na ausência de uma infraestrutura em nuvem.

Evolução do Cloud Computing ao longo do tempo

A adoção da nuvem está quase inevitável em nosso mundo hiperconectado. A necessidade de capacidade de computação e armazenamento simplesmente se tornou muito cara se fosse realidade de forma local, principalmente para as empresas, o que significa que elas precisavam terceirizar essas tarefas para serviços em nuvem.

À medida que a mudança para o mundo 100% digital aumenta continuamente e a Internet das Coisas (IoT) continua a crescer como um setor, a computação em nuvem deve continuar em ascensão pelos próximos anos.

Fica claro que depois de 50 anos, após a definição de John Mccarty sobre a computação como utilidade pública, a tecnologia ganhou uma forte abrangência. A verdade é que, há décadas atrás, seu conceito era diferente do atual. Ao longo dos anos, houve uma evolução nessa tecnologia, onde a cada ano houve um ganho de significado e representatividade.

Essa grande aceitação que vemos atualmente está fazendo com que o processamento e armazenamento de dados já sejam tratados igualmente a um serviço de fornecimento de água ou energia elétrica, onde cada empresa paga apenas pelo consumo.

Seja qual for sua linha de história, podemos definir a Cloud Computing em uma palavra: presente. Muitas empresas já aderiram a esse novo modelo de negócios, seja contratando serviços terceirizados ou construindo seus próprios servidores. Isso prova que a nuvem é uma tecnologia arrojada que surgiu para aperfeiçoar a forma de nos comunicarmos e fazermos negócios a nível mundial.

Agora que você já sabe tudo sobre a história, a evolução e quem inventou a computação em nuvem, conheça as soluções na nuvem que só a Sky.One é capaz de oferecer com qualidade e segurança para sua organização!

 

Artigos relacionados:

3 motivos para fazer seus negócios em nuvem

A era da cloud computing e suas vantagens

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.