Grande parte dos gestores já sabem que, para fazer um negócio crescer, é necessário realizar uma gestão consciente. Esta deve envolver a redução de custos e a realização de bons investimentos, para que bons trabalhos sejam feitos, mas sem causar um ‘peso’ no caixa da empresa. Este tipo de gestão é muito importante, e deve ser realizada principalmente em ‘períodos de turbulência’ – como o que estamos vivendo atualmente.

E para reduzirem custos, muitos gestores estão recorrendo à adoção de tecnologias, principalmente a cloud computing. Isso porque, segundo uma pesquisa realizada recentemente, a nuvem é capaz de reduzir em mais de 25% os custos de TI das empresas de médio porte. No post de hoje, discutiremos mais sobre esse estudo e os impactos positivos que a cloud gera para o caixa das empresas. Não deixe de conferir:

Os impactos financeiros positivos gerados pela cloud

Para realizar o estudo, foram entrevistados 670 profissionais de TI, em dez países diferentes. Os que trabalhavam em médias empresas relataram uma economia de 25% nos custos de TI quando começaram a utilizar sistemas empresariais hospedados em nuvem, em vez de soluções “in house”. A redução de custos foi quase que imediata, já que os investimentos em servidores, computadores e licenças de softwares deixaram de existir.

O uso da cloud também contribui para o aumento da produtividade da força de trabalho, o que também é benéfico para o caixa da empresa. Com sistemas hospedados na nuvem, os colaboradores podem acessar dados, documentos e aplicações em diferentes plataformas através da internet. Isto permite que eles realizem o seu trabalho de uma forma muito mais ágil, mas sem consumir muitos recursos, e sem perder nada no quesito qualidade.

A crescente popularização dos ERPs hospedados em nuvem

Nos últimos anos, os profissionais de TI vêm dando mais atenção aos ERPs hospedados em nuvem. No levantamento, 60% dos entrevistados que ainda não possuem um ERP em nuvem disse que pretende adotá-lo o mais breve possível. Já 55% afirmou preferir a implementação de um sistema de gestão na nuvem com funcionalidades móveis, ou seja, que possa ser acessado a qualquer hora e lugar, a partir de qualquer dispositivo.

O estudo também apontou que o primeiro fator que influencia a migração de um sistema “in house” para um ERP em nuvem é justamente a redução de custos. Já o segundo fator é o ganho de eficiência que a computação em nuvem proporciona. Mas independentemente do objetivo da empresa ao adotar o ERP em nuvem, ela certamente se beneficiará da minimização das despesas de TI e do aumento da produtividade de sua equipe.

Isso porque o poder de computação da nuvem aprofunda o poder do ERP tradicional. As empresas que adotam o ERP em nuvem usufruem não só do melhor controle administrativo, como também da escalabilidade, da mobilidade e da minimização dos custos de TI. E com os recursos economizados, as empresas podem trabalhar com uma ‘folga’ no orçamento e atravessar as dificuldades do mercado com uma maior facilidade.

E sua empresa, já está utilizando a cloud computing? Ela reduziu os custos do seu departamento de TI? Conte suas experiências para a gente nos comentários![:]

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.