Quando pensamos em cloud computing, disponibilidade, eficiência e economia são as primeiras palavras  a surgir em nossa mente. Entenda como o escalonamento horizontal pode integrar estes benefícios e quais são suas aplicações.

As tecnologias atreladas ao cloud computing estão otimização de processos por meio de suas disrupções. Uma das estratégias em ascensão é o escalonamento horizontal ou horizontal scaling. Trata-se de uma técnica de dimensionamento, que divide a carga de trabalho e o conjunto de dados do sistema nos servidores existentes ou ainda adicionando servidores extras para aumentar a capacidade conforme necessário.

Geralmente, é preciso apoio de um load balancer: um componente responsável por distribuir solicitações de usuários (carga de trabalho) entre os vários sistemas, máquinas ou nós de back-end no cluster. Cada uma dessas unidades de back-end executa uma cópia de seu software e, portanto, é capaz de atender as solicitações com eficiência.

Por que adotar este método?

Se você planeja executar suas aplicações em um volume cada vez maior, é interessante ter como referência o escalonamento horizontal na nuvem desde o início, como parte do processo de planejamento – como essa norma de dimensionamento não pode ser implementada a qualquer momento, precisamos estruturá-la na arquitetura original, assim, quando você precisar lidar com maior ou menor tráfego no seu sistema, não estará em apuros.

Os grandes players que fornecem serviços da web, como Google, Microsoft, Facebook e Amazon usam intensamente o horizontal scaling. Entre os benefícios de adotar essa estratégia estão:

  • Alta disponibilidade do servidor;
  • Melhor distribuição da carga de trabalho nos nós existentes;
  • Rápida configuração de escalabilidade;
  • Automatização de performance;
  • Previsibilidade de custos e da carga de trabalho.

Escalonamento Horizontal x Escalonamento Vertical: descubra qual a variação entre as técnicas

O escalonamento horizontal envolve a adição ou remoção de unidades de processamento ou máquinas ao seu ambiente, conforme a sua necessidade instantânea. Isso vai aumentar ou diminuir o número de nós no cluster, redistribuindo a carga de trabalho entre os disponíveis.  Esta ferramenta de dimensionamento tem sido amplamente usada para aplicações que exigem alto desempenho e controle de custos.

Alguns dos fatores que podem ajudar a determinar se você precisa de horizontal scaling são: carga de processamento variável, estrutura do setor e seus objetivos comerciais.

No caso do escalonamento vertical, a diferença notável geralmente se dá pela limitação à capacidade de uma única máquina pois, para dimensionar sua aplicação além da capacidade do servidor, é preciso aumentar o hardware. No entanto, esse processo resulta em inatividade e custos mais altos.

Escalonamento gera economia em infraestrutura

O escalonamento horizontal tem papel fundamental na otimização de recursos. Com a importância da otimização em mente, criamos o Sky.Saver: uma solução que te ajuda a economizar até 80% com infraestrutura AWS.

O uso da inteligência artificial promove a alta disponibilidade, escalabilidade e eficiência das instâncias EC2 pelo preço das instâncias SPOT. Com várias camadas de segurança e monitoramento em tempo real, você fica no controle dos investimentos e economias da sua aplicações. Essas informações ficam dispostas em um dashboard exclusivo.

Não há custos fixos, portanto você só paga um percentual sobre o valor economizado, em reais. Conheça nosso escalonamento horizontal! Fale com os nossos especialistas e teste a ferramenta gratuitamente por 15 dias. Clique para conhecer.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.