A Computação em nuvem é considerada hoje um termo amplo que abrange uma série de camadas diferentes como é o caso da infraestrutura, processos de negócio, plataforma de aplicações, softwares, entre outros.

Recentemente a Cisco divulgou os resultados de um estudo global realizado em 17 países com a participação de executivos de 3.400 empresas onde revela que 53% das empresas almejam aumentar suas receitas nos próximos dois anos. No entanto, o estudo também aponta que apenas 1% das empresas possuem uma estratégia definida na nuvem e 32% não possuem nenhuma estratégia.

Neste contexto queremos chamar atenção para a importância das empresas terem uma estratégia de migração para a nuvem. Acompanhe os detalhes a seguir para saber mais sobre este assunto.

Percepções diferentes

A computação em nuvem não possui uma única proposta de valor para todas as companhias e mesmo que esta tecnologia já seja amplamente adotada no mundo corporativo, ela ainda se manifesta em diferentes linhas de pensamento. Ou seja, cada empresa possui uma estratégia diferente para migrar para a nuvem.

Algumas empresas buscam pela economia de investimentos tecnológicos, outras buscam inovar com tecnologia de ponta a um custo menor, já outras empresas procuram dar maior qualidade e agilidade em seus projetos e retirando até mesmo a sobrecarga da equipe de TI. No entanto, seja qual for a estratégia, é importante que ela seja bem traçada e planejada.

Mas porque é importante ter uma estratégia de migração para a nuvem?

Assim como em qualquer outro projeto corporativo, migrar para a nuvem exige um plano predefinido, ou seja, é preciso identificar o problema que a empresa deseja solucionar em seu negócio e a partir daí buscar pela solução baseada em cloud.

Sabemos que a computação em nuvem possui seus diversos benefícios, contudo, se a empresa não definir o que ela realmente pretende conquistar com este recurso, os investimentos acabam sendo desperdiçados e o problema possivelmente continuará presente. E conforme se pode notar no estudo feito pela Cisco, é justamente neste ponto que muitas empresas estão falhando.

Selecionando as melhores soluções

Outro ponto importante de criar uma estratégia na nuvem, está ligado ao tipo de solução a ser selecionada. Hoje é possível encontrar soluções de nuvem pública, privada e híbrida. A nuvem pública costumam ser a opção de entrada para pequenas empresas, pois ela combina a economia com a facilidade de adoção, mas muitas grandes empresas também a utilizam. Já a nuvem privada tende a ser uma alternativa para empresas que possuem requisitos específicos, principalmente envolvendo níveis de segurança de seus dados.

Por outro lado, é possível também combinar as características da nuvem pública e privada optando-se pela nuvem híbrida. De qualquer modo, quem irá determinar qual é o melhor modelo de nuvem a ser implantado é justamente a estratégia que a sua empresa criar.

Está mais do que provado que a computação em nuvem pode transformar o cenário de muitas empresas não só na questão tecnológica, mas também em fatores diretamente ligados aos negócios.

Assim como qualquer outra tecnologia, quando não existe uma estratégia traçada, as chances de sucesso acabam se anulando até mesmo com a melhor das tecnologias. Ou seja, se você está planejando realizar a migração da sua empresa para a nuvem, vale a pena dedicar um tempo para refletir e criar a sua estratégia.

Nós da Sky.One somos especializados em projetos de migração para a nuvem e podemos te ajudar a identificar o que realmente a sua empresa precisa na questão tecnológica e qual o tipo de solução baseada em nuvem irá melhor se enquadrar em sua estratégia.

Além disso, somos parceiros da AWS – o maior provedor de cloud do mundo. Portanto, conte conosco!

E você, já possui uma estratégia de nuvem para a sua empresa? Conte com a Sky.One para te auxiliar neste processo!

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.