À medida que a arquitetura desenvolvida pelas empresas através da computação em nuvem cresce em relação ao números de usuários e transações sendo realizadas diariamente, torna-se mais complexo e mais distribuído seu gerenciamento. O monitoramento da nuvem de forma contínua, a análise do tráfego e o comportamento das soluções utilizadas pela organização são ingredientes cruciais para garantir a qualidade dos serviços e produtos oferecidos pelas empresas que adotam cloud computing como ferramenta estratégica.

A importância do monitoramento da nuvem

Monitorar uma infraestrutura de cloud computing não consiste apenas em usar as ferramentas básicas de rede e checar coisas do tipo ping e tempo de resposta. As ferramentas atuais de monitoramento fornecem uma abordagem muito abrangente.

Como tal, tais ferramentas têm o potencial para analisar problemas de design de rede, aplicativos e fluxo de dados. Elas também realizam análise de causas raiz e detectam problemas relacionados à virtualização e sistema operacional.

Com base nas informações geradas, os times de suporte, TI e gestão podem tomar decisões tanto em momentos críticos quanto estratégicos. A consolidação dos dados permite uma excelente visão da estrutura utilizada na nuvem e do ciclo de vida das operações, auxiliando sempre nas melhores decisões.

Pontos críticos de monitoramento

Ao conhecer a arquitetura de uma solução hospedada na nuvem é possível definir as áreas consideradas estratégicas que devem ser monitoradas constantemente. Vejamos alguns exemplos.

Infraestrutura de rede: começamos com o fundamental, a estrutura de comunicação. Sem ela o caos está formado e não é possível viabilizar as operações. Neste aspecto é importante ter um desenho completo da rede para definir o que deve ser monitorado, as prioridades e procedimentos a serem realizados em caso de problemas. Links de Internet (principal e redundância), roteadores e switches são alguns exemplos de ativos a serem monitorados.

Hardware e software: neste ponto temos os servidores e sistemas operacionais utilizados como principais ativos a serem monitorados. Isso implica verificar a disponibilidade, performance, tempo de resposta e informações como versões instaladas e updates, etc.

Banco de dados: onde todas as informações da empresa são armazenadas, consequente, tem um valor crítico. Sua indisponibilidade ocasiona grandes prejuízo financeiros, por isso é importante monitorar sua disponibilidade e os processos de backup destas informações.

Segurança: falar sobre segurança da informação envolve praticamente todas as áreas que estamos descrevendo nesta lista, mas a visão de monitoramento aqui aplicada envolve os riscos de roubo de dados e indisponibilidade. Além do risco financeiro, a reputação das empresas é colocada em xeque quando ocorrem os incidentes de segurança.

Softwares empresariais: a partir daqui temos as operações da empresa, tanto nos aspectos internos quanto externos. São os aplicativos utilizados para atender clientes e funcionários. Além de monitorar todas as soluções aplicadas ao dia a dia, normalmente existem as equipes de suporte para resolver problemas e tirar dúvidas dos usuários.

Esta lista deve se estender para outras áreas e ativos. Como foi dito anteriormente, o entendimento da arquitetura de toda a solução será o ponto de partida para criar a melhor estratégia de monitoramento.

Recursos de monitoramento disponíveis na nuvem

Grandes empresas de cloud computing, como a AWS, dentro de seu grande conjunto de recursos, dispõem de ferramentas integradas a toda a estrutura de computação em nuvem fornecida ao seus clientes. Com ela é possível coletar e verificar métricas, arquivos de log, definir alarmes e muito mais.

Além disso, é possível utilizar ferramentas de fornecedores parceiros da AWS, como a solução Sky Saver, da Sky.One. Integrada à estrutura da Amazon, ela permite potencializar o controle de toda arquitetura utilizada na nuvem de forma otimizada e com uso de inteligência artificial, com base nas melhores práticas do mercado.

Conheça mais sobre as soluções e serviços da Sky.One e não perca sua estrutura de cloud computing de vista. Continue nos acompanhando em nosso blog e saiba de nova dicas e novidades.   

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.