A pandemia originada pela irrupção do vírus COVID-19 tem demandado uma série de adaptações por parte das empresas para garantir a saúde e a segurança de seus colaboradores e clientes. Como o trabalho remoto tornou-se medida essencial para combater a disseminação do coronavírus, a computação em nuvem ganhou ainda mais força como instrumento de transformação digital, facilitando o trabalho daqueles que podem executar suas tarefas de maneira remota.

Neste momento o uso da nuvem funciona como alternativa eficaz, uma liberdade em relação ao local onde os sistemas serão acessados. Apesar da decisão pelo home office ter sido imposta pela atual circunstância de isolamento social, a possibilidade de continuar trabalhando alivia as empresas de mais um problema entre tantos que já estão enfrentando.

Diversos ramos de atividade econômica seguem ativos e as empresas continuam com a necessidade de acessar suas informações, seja para se posicionarem, renegociarem ou acompanharem os processos que ainda seguem funcionais.

Sendo assim, apenas os softwares hospedados em nuvem podem ser acessados de qualquer lugar permitindo ao colaborador seguir sua rotina de trabalho sem comprometer o isolamento social.

Com essa solução, tanto o usuário do sistema como toda a equipe técnica que mantém o software continua ativa, porém isolada. Desta forma, a manutenção dos sistemas, backups e até mesmo o suporte continuam completamente operacionais sem comprometer a saúde de qualquer um dos colaboradores.

Impactos positivos da utilização da nuvem

A tecnologia permeia praticamente qualquer ramo da atividade econômica moderna. Entretanto, é muito difícil contratar e manter um time técnico para cuidar de todos os aspectos da tecnologia.

Nesse sentido, a nuvem permite que uma carga muito grande dessa responsabilidade seja terceirizada para companhias especializadas, permitindo que as empresas mantenham o foco em sua atividade principal.

Em tempos difíceis como o que vivemos atualmente, hospedar os sistemas em nuvem representa uma grande conveniência devido à facilidade do acesso remoto, além de simplificar o planejamento estratégico de empresas que não mais precisam considerar uma área de tecnologia inteira, incluindo investimentos e pessoal, em processos de reajuste.

A migração para a nuvem garante a segurança de que os sistemas estão sendo bem mantidos e suportados mesmo com todas as restrições de mobilidade que estão sendo sugeridas.

Ainda dá tempo de migrar para a nuvem?

Para as empresas que não têm acesso à nuvem, ainda dá tempo de realizar a migração. Além de simples, o processo migratório é célere e, em poucas horas, os usuários já estão familiarizados com as mudanças propostas pelo novo ambiente.

O acesso via browser é intuitivo e pode ser realizado a partir de qualquer ponto de internet. As maiores adequações ocorrem para a equipe que mantinha a infraestrutura da hardware e software, que passam a focar na melhor utilização das ferramentas e sistemas.

Para que uma empresa utilize seu software em nuvem basta enviar seu banco de dados para um dos servidores da Sky.One, que está totalmente capacitada para auxiliar as empresas que precisam prover acesso remoto aos seus colaboradores, mas ainda não o fazem.

Hoje, a companhia oferece sua plataforma de forma gratuita para diversos softwares e as empresas podem entrar em contato e utilizar os seus sistemas de forma remota para um número limitado de usuários, sem compromisso. Clique aqui e saiba como a Sky.One pode ajudar a sua empresa!