Até o início dessa década, as infraestruturas de TI estavam se tornando complexas e custosas As empresas vinham investindo constantemente em aplicações, servidores e bancos de dados para conseguirem suportar a crescente demanda de usuários. E com a expansão de suas infraestruturas, elas começaram a perceber que o gerenciamento de inúmeros hardwares e softwares estava ficando muito complicado e trabalhoso.

E quanto mais complexo esse gerenciamento ficava, mais tempo a equipe de TI levava para realizá-lo. Como resultado, o custo das operações aumentou e não sobrava tempo para os colaboradores inovarem. Isto sem contar o alto TCO (Total Cost of Ownership ou, no português, Custo Total de Propriedade), resultado dos investimentos para adquirir as infraestruturas e dos gastos recorrentes para mantê-las em pleno funcionamento.

Nesse post, explicaremos como a cloud computing consegue reduzir o TCO das empresas da atualidade e aumentar o retorno de seus investimentos. Veja:

Os gastos de TI que elevam o TCO

Ao imaginarem um data center local, muitos gestores logo pensam numa infraestrutura física, composta por vários hardwares e softwares. Para comprar esses ativos, a empresa precisa investir uma significativa quantia de recursos financeiros. O valor é tão alto que os líderes das PMEs (Pequenas e Médias Empresas) chegam a ficar assustados, e a desistir de muitos planos que envolvam um poder de computação maior.

Mas os valores dos investimentos em hardwares e softwares não são os únicos a serem levados em conta. O data center precisa ser instalado em um local apropriado e reservado na empresa, o que acarreta gastos com instalações e reformas prediais. E para funcionar corretamente e continuamente, a infraestrutura necessita de geradores de energia elétrica e também de um sistema de refrigeração dedicados.

Os gestores de TI também devem se preocupar com a segurança do data center, instalando câmeras, sensores e controles de acesso no interior e no exterior do ambiente. Por último, a empresa precisa contratar uma equipe de profissionais de TI, para controlarem e gerenciarem todas as operações. Há também outros itens a serem comprados, como hacks para servidores, cabos de rede, switches, entre muitos outros.

Como você pôde ver, construir e manter uma infraestrutura de TI é algo muito caro. Todos esses custos elevam drasticamente o TCO e reduzem o ROI (Return On Investment ou, no português, Retorno Sobre o Investimento) dos investimentos em TI. Até grandes empresas da Fortune 50, que possuem muito mais recursos financeiros em caixa do que PMEs, não acham esses custos viáveis, e já estão buscando formas de eliminá-los.

Como a cloud consegue eliminá-los

A nuvem é melhor solução encontrada pelas pequenas, médias e grandes organizações para eliminarem os custos gerados por um data center local. Com essa tecnologia, elas conseguem adquirir e utilizar uma infraestrutura sob demanda, e pagar apenas pelo poder de computação e armazenamento que utilizarem. Isto elimina todos os custos de TI citados anteriormente, que reduzem o ROI e aumentam o TCO.

Dessa forma, mais recursos financeiros voltam para o caixa do negócio, e seus gestores podem utilizá-los para inovar mais, aproveitar as novas oportunidades e ganhar importantes posições no mercado. E como os maiores fornecedores de cloud computing continuam reduzindo o preço de seus serviços, o TCO das organizações tende a reduzir ainda mais, o que é bastante benéfico para seus orçamentos.

Calculando o TCO da nuvem e da infraestrutura local

Vários gestores e profissionais que querem medir o TCO tanto da nuvem como da infraestrutura local, para depois compará-los, dizem que isso é muito complicado. De fato, a comparação do TCO das duas soluções é bastante árduo, pois envolve inúmeros aspectos. Uma forma bastante simples e eficiente de se fazer essa comparação é utilizando uma calculadora de TCO confiável, criada em conjunto com os grandes players.

Veja também:

TCO –  Você sabe quanto custa a infraestrutura hospedada na sua empresa?
3 Dicas essenciais para reduzir custos com a computação na nuvem

Esta ferramenta pode ajudar os gestores a confrontarem os custos de um data center local com os da cloud computing. Ela fornece uma estimativa dos gastos por meio de relatórios detalhados, com base nas informações inseridas nos campos. Para aqueles gestores que ainda desconfiam do poder da computação em nuvem, os resultados mostrados por essa calculadora são uma ótima forma deles mudarem de ideia e ‘abraçarem’ essa tecnologia.

Viu só o quanto a nuvem pode reduzir o TCO da sua empresa? Agora fale com os nossos especialistas e solicite um cálculo TCO para avaliar melhor os custos.