De acordo com a Wikipedia, ransomware é um tipo de malware que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um valor de “resgate” para que o acesso possa ser restabelecido. Ou seja, o computador de uma vítima ou redes inteiras tem seus dados sequestradas por um hacker, que exige o pagamento de um resgate para que possa liberar o “refém”, que no caso são seus arquivos e acessos a suas contas de email, redes sociais e demais sites. No caso da sua empresa, são os dados confidenciais, backups e banco de dados.

Existem casos onde as vítimas são usuários comuns, que tiveram seus computadores infectados através de um e-mail ou acesso a um site invadido previamente, mas há também registros de ocorrências em que corporações inteiras foram impactadas pela ação dos “sequestradores de dados”.

Isto nos leva a pensar sobre esses incidentes de segurança no ambiente da cloud computing e a segurança na nuvem. As corporações que utilizam a nuvem como infraestrutura, como a nuvem da AWS e as soluções da Sky.One, estão mais seguras em comparação com estruturas locais. Vejamos bons motivos para ficarmos mais tranquilos.

Segurança como principal ativo

Durante muito tempo a segurança da nuvem foi o fator determinante para que as empresas não fizessem a migração de suas aplicações para a computação em nuvem, então durante muito tempo o desafio dos grandes provedores de serviço da nuvem como a AWS foi provar que seu ambiente era seguro. Conseguiram isso com muita dedicação e investimentos.

Passada essa fase de comprovação de um ambiente confiável, a segurança da nuvem se tornou um dos principais ativos para qualquer provedor de serviços de cloud computing. Arrisco até mesmo a pensar que tenha prioridade maior do que a estabilidade e disponibilidade dos serviços de nuvem.

Hoje em dia os investimentos aplicados à segurança envolvem diversas áreas. Além da estrutura de rede que inclui recursos básicos como firewall, antivírus e certificados digitais, temos a integração dos serviços oferecidos como o balanceamento de carga, roteamentos, restrições de IP, políticas de acesso e identificação e muitos outros recursos associados à infraestrutura de segurança em um ambiente de cloud computing.

Profissionais atentos à prevenção e incidentes

Seria muita pretensão de qualquer profissional de segurança da informação ou de redes garantir que existem ambientes 100% seguros, por isso são investidos grandes esforços na prevenção dos incidentes e também nos procedimentos a serem executados quando ocorrerem possíveis invasões e ataques de hackers.

A realidade mostra que existe uma grande quantidade de grupos buscando por brechas de segurança e realizando fortes ataques tanto em grandes corporações quanto pequenos empreendimentos de tecnologia, por isso a grande preocupação no investimento em pessoal e infraestrutura para garantir a segurança na nuvem.

Segurança, uma responsabilidade compartilhada

Não basta somente a AWS investir pesado em infraestrutura na nuvem, na contratação de profissionais capacitados como o time da Sky.One, e as políticas e processos criados pelas empresas para garantir a segurança da nuvem e da organização se os usuários não fizerem sua parte.

Incidentes relacionados a ransomwares e outros tipos de ameaças acontecem principalmente porque usuários não tiveram cuidados básicos de segurança, como acessar apenas sites seguros, não clicar em links desconhecidos, compartilhar arquivos seguros e confiáveis e outras ações preventivas. É preciso uma ação conjunta para garantir a segurança na nuvem, em data centers próprios e até mesmo no computador pessoal.

Vale destacar que, além de todos os procedimentos para evitar incidentes de segurança e minimizar os riscos de perda de informações, a AWS possui um eficiente sistema de backup e recuperação de dados, que permite que seus usuários possam restaurar suas informações e restabelecer suas operações em curto espaço de tempo, reduzindo desta forma os impactos financeiros e os efeitos negativos na imagem da empresa. Esse recurso já faz parte das funcionalidades básicas e por isso não requer pagamentos adicionais.

Uma certeza podemos ter, a computação em nuvem sempre terá como prioridade a segurança da informação. Os dados de seus clientes e investimentos em proteção sempre estarão na lista de prioridades e cada vez mais serviços serão oferecidos para serem incorporados à estratégia e à infraestrutura das empresas que utilizam a computação em nuvem.

Na Sky.One, nossos profissionais, além da capacitação necessária, possuem grande experiência para ajudar sua empresa em garantir a segurança em seu ambiente utilizando a nuvem da AWS. Entre em contato com os nossos especialistas e saiba como podemos ajudar.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.