As soluções SAP Business One na nuvem são atraentes devido à facilidade de uso e ao baixo investimento de capital inicial. Veja por que migrar para a nuvem agora pode dar o gás que sua empresa precisa

A computação em nuvem é, atualmente, um dos tópicos mais debatidos nos negócios. A previsão é que a adoção de aplicativos na cloud continue crescendo nos próximos anos e que esse se torne o padrão empresarial. A adoção do SAP na nuvem também entra nessa.

Mas quais são as razões pelas quais pequenas e médias empresas têm migrado seus sistemas SAP ERP para a nuvem? Quais são os principais passos nesse processo?

Ficou interessado? Temos as respostas para essas perguntas. Aproveite e saiba tudo sobre o SAP Business One na nuvem!

Benefícios do SAP na nuvem

O SAP é um software ERP que combina várias funções de negócio da sua empresa. Isso inclui áreas-chave, como finanças, operações, vendas, estoque e gerenciamento de relacionamento com o consumidor.

O software é bastante diferente de todas as outras soluções de ERP disponíveis no mercado, principalmente para pequenas e médias empresas. Isso porque se trata de um aplicativo único – o que facilita o seu uso e colabora para que os processos sejam feitos de forma unificada. Mas, por que usar a versão da nuvem e não a local, hospedado na empresa?

Aqui estão algumas das razões pelas quais muitas empresas optam por migrar para a nuvem ou implementar diretamente o SAP na nuvem:

1. Redução de custos com infraestrutura

Se você está sempre se preocupando com atualizações de hardware e rede, esse é um ótimo momento para considerar a possibilidade de migrar para a nuvem. Por que reinvestir em hardware e infraestrutura adicionais quando você pode pagar mensalmente pelo seu provedor SAP na nuvem para ter o custo inicial e a dor de cabeça longe de você?

O sistema ERP tradicional exigia um enorme investimento, pois servidores, switches, computadores e alguns custos inesperados eram muito altos. Estes, podem ser completamente eliminados com o sistema ERP baseado em nuvem.

O sistema de nuvem segue a regra de “pay as you go”, o que significa que pode acabar com todos os custos iniciais de capital — isso porque você paga apenas por aquilo que consome

Não apenas os custos de hardware são eliminados, como o SAP na nuvem pode erradicar também valores de manutenção do servidor, o que diminui a carga em TI.

2. Custo de propriedade contínuo

Sim, se você migrar para a nuvem, pagará mensalmente um preço fechado pelo acesso, licenças, backups etc. Esse valor deve ser comparado com os custos contínuos associados à atualização do seu sistema existente on-premise e da sua infraestrutura.

Mesmo para soluções locais, há uma manutenção contínua exigida — pense em atualizações de hardware e contratos de suporte, por exemplo — que pode fazer com que seus custos variem muito de mês a mês. Com o SAP na nuvem, por outro lado, os custos são fixos e previsíveis ao longo do seu contrato.

3. Acesso ao poder de computação

Migrar para a nuvem fornecerá a sua empresa acesso a poder de computação que anteriormente era reservado apenas para os grandes players. Mas o que isso significa na prática? É preciso pensar que a tecnologia está mudando rapidamente — mobilidade, Inteligência Artificial, IoT, Business Intelligence. Todos os citados estão se desenvolvendo e se tornando prática comum no ambiente de trabalho.

Se você quiser aproveitar esses avanços tecnológicos, precisará de um poder computacional adicional. É isso o que a nuvem te proporciona, fornecendo ao pequeno empresário o mesmo tipo de tecnologia que o grande usa.

4. Um ambiente mais ágil

Um ambiente de nuvem permite adicionar e subtrair usuários conforme necessário — como o modelo “pay as you go”, você paga somente o custo dos novos usuários, e não tem que se preocupar com o aumento da infraestrutura e rede ligados a um sistema on-premise.

Além disso, os sistemas ERP baseados em nuvem são muito mais flexíveis do que os ERP tradicionais. Não apenas isso, mas a nuvem também incentiva a inovação. Ela ajuda a replicar mais rápido um processo de desenvolvimento e produção, o que facilita a pesquisa e a inovação sem atrapalhar a operação da empresa.

5. Aumento da segurança

Muito foi publicado sobre segurança na nuvem. Escolha o provedor de nuvem correto, como a AWS, Google etc., por exemplo, e o ambiente do Cloud ERP será tão seguro quanto a implementação do ERP no local.

A segurança é ainda maior quando pensamos na recuperação de dados. Em sistemas ERP tradicionais, há sempre o risco de perder completamente os dados e não contar com uma rotina de backup eficiente e/ou adequado para o processo da empresa. O ERP na nuvem remove esse problema porque os sistemas têm redundância, o que significa que os dados são colocados em dois ou mais lugares.

Portanto, se algo for perdido de uma posição, os dados serão armazenados em outro local. Isso também é o que permite que você acesse seu sistema de qualquer dispositivo, e não somente daqueles conectados à rede da empresa.

SAP: etapas ao migrar para a nuvem

Agora que sabemos quais são as vantagens de migrar para a nuvem, vamos analisar as etapas para fazer a migração sem passar por problemas.

Verificando compatibilidade

Diferentes plataformas baseadas em nuvem suportam díspares versões de aplicativos SAP. Você precisa verificar antecipadamente se a sua solução é compatível com a nuvem proposta em relação ao sistema SAP, sistema operacional e software de banco de dados.

Escolhendo o tamanho certo

As plataformas de nuvem oferecem vários tamanhos de espaço de armazenamento. Para obter o tamanho exato de seu sistema migrado, você deve saber o número de usuários, bancos de dados e consumo de recursos necessários para cada sistema SAP ou pode simplesmente aplicar a utilização média (isso fornece o tamanho que você precisa no momento e a capacidade de crescer no futuro).

Escolhendo o local

Os servidores em nuvem podem estar localizados em qualquer parte do mundo (Europa, América do Norte, Ásia etc.). Escolha o local mais próximo e mais apropriado para o seu sistema migrar para a nuvem, levando em consideração os custos da rede de longa distância.

Escolhendo serviços

Também é necessário escolher o suporte adequado para o seu produto SAP. Existem três classes de serviço, sendo: serviço de entrada (um conjunto mínimo, recomendado para projetos isolados), serviço de desenvolvimento (suporta o aplicativo desde o início de seu desenvolvimento até o momento em que ele é transmitido) e serviço completo (um conjunto completo de suporte necessário para melhor gerenciamento do sistema).

Planejamento e orçamento

O próximo passo é determinar o que mover primeiro e qual estratégia seguir para tornar a migração o mais tranquila possível. Avalie todo o cenário do SAP Business One e, com base nos dados obtidos, elabore seu orçamento.

Testando o SAP Business One na nuvem

Então, se suas soluções estiverem sendo executadas em sistemas operacionais ou bancos de dados indisponíveis em nuvens, elas deverão ser alteradas e testadas novamente. Este ponto é significativo, pois pode contribuir para o cronograma de migração e os custos finais.

Limpeza

Antes da migração, o sistema deve ser limpo de dados inconsistentes e corrompidos, arquivos ilegíveis e outros dados raramente usados. Eles podem ser arquivados e removidos. Isso simplificará a migração em grande medida.

Construir uma aplicação dessas e migrar para a nuvem pode demandar muito tempo, especialmente para PMEs. Contratar profissionais competentes, redesenhar o sistema, codificar e testar tudo exige um certo investimento pesado.

Contudo, essas etapas podem ser simplificadas com o uso de uma plataforma de migração. Ela cuidará de todas as configurações e fará o dimensionamento da sua aplicação sem que você tenha que levantar um dedo – e o melhor, em menos de 24 horas.

Ficou interessado? Conheça alguns dos nossos cases e veja na prática como processo de migrar para a nuvem pode ser simplificado!

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.