À medida que a Inteligência Artificial, Chatbots, microservices e outras tecnologias emergentes transformam produtos e serviços, as empresas precisam rever seus processos de negócios, a fim de evitar riscos e aproveitar a inovação para obter maior agilidade e atingir a satisfação do cliente.

Nos últimos anos as ferramentas de BPM (Business Process Management), tem avançado como importante instrumento para o gerenciamento de fluxos de trabalho das empresas. Seu crescimento tem ocorrido principalmente por conseguir fechar o ciclo de gestão iniciado por sistemas de gerenciamento, a exemplo do CRMs e ERPs.

>> Saiba mais: Gerencie aplicativos empresariais através da computação em nuvem

Com a transformação digital novos processos de negócios e fluxo de trabalho surgiram

O surgimento de tecnologias como IA, Bots e Microservices tem levado as empresas agilizar  determinados processos de negócios, com isso, uma nova infraestrutura de tecnologia tem sido utilizada de forma a suportar um volume maior de processamento e armazenamento de dados.

Entretanto, para que uma ferramenta de BPM esteja associada a arquitetura de Microservices, por exemplo, é preciso que as soluções de BPM e CRM acompanhem a essa mesma evolução. O mesmo desafio se aplica ao incluir os benefícios da inteligência artificial ao novo ciclo de processos de negócios.

A realidade mostra que temos uma grande evolução ocorrendo em virtude da transformação digital, isso inclui mudanças nas arquiteturas de software, processos e até na integração com a nuvem.

>> Saiba mais: Você sabe o que é backup na nuvem? Reforce a estratégia de proteção de dados de sua empresa

A evolução digital reforça a necessidade da integração entre BPM e a computação em nuvem

Em seu conceito, o Business Process Management é uma abordagem utilizada para tornar o fluxo de trabalho de uma organização mais eficiente e capaz de se adaptar a um ambiente em constante mudança. E para se adaptar a essas transformações a integração com a computação em nuvem é fundamental.

Essa integração se torna crítica quando o BPM tem em seus objetivos reduzir o erro humano e a falta de comunicação e focar as partes interessadas nos requisitos de seus papéis dentro da organização. O BPM é muitas vezes um ponto de conexão dentro de uma empresa entre a linha de negócios e o departamento de TI.

Não dá para imaginar tanta responsabilidade e conexão com tantas tecnologias sem associar o uso da computação em nuvem, onde é possível aliar infraestrutura de última geração, segurança da informação e alta disponibilidade.

Saiba mais: Explore os benefícios da integração de aplicativos e a adoção do Saas

Um grande desafio para os times de tecnologia

Temos um grande desafio pela frente, a complexidade na integração entre diferentes APIs, múltiplos fornecedores e novas tecnologias são alguns exemplos da complexidade enfrentada pelos times de TI na busca pela melhoria dos processos de negócio das empresas.

Apesar dos desafios, é importante saber que temos a computação em nuvem como aliada e principal instrumento de integração, a exemplo da Amazon, que investe cada vez mais em inovação, processos e parcerias com os principais fornecedores de tecnologia.

Inscreva-se no blog da Sky.One e fique por dentro das novidades da computação em nuvem e a integração das novas tecnologias.

Escrito por

Equipe Sky.One

Este conteúdo foi produzido pela equipe da SkyOne, composta por especialistas em nuvem e transformação digital.